18/04/14
+ Artigo: Como podemos saber se está na hora de mudar alguma coisa na nossa gráfica?


+ Artigo: A agenda política da Indústria Gráfica no ano eleitoral de 2014


+ Artigo: Mobilização cívica em favor da educação


 
ENVIE ESTA MATERIA
PARA UM AMIGO
Imprimindo dados variáveis com InDesign
InDesign é opção para personalizar dados e imagens

Por Paulo Addair

Diferentemente do CorelDRAW, que vimos na edição passada, o InDesign tem muito mais recursos de impressão de dados variáveis, podendo inclusive alterar imagens além de apenas textos. Com isso, é possível alcançar um resultado muito melhor e mais flexível, permitindo alterar fundo, ilustrações, vinhetas e quaisquer elementos gráficos presentes no layout inicial do material que se pretende personalizar.

Vamos utilizar para este exemplo o InDesign, onde será criada a matriz de um catálogo de ilustrações com nome, descrição, foto, preço e código. Para fornecer os dados variáveis, vamos utilizar uma planilha criada no Excel 2007 e gravada em um arquivo de texto delimitado por vírgulas. A escolha do Excel 2007 é circunstancial. Pode ser usada qualquer aplicação capaz de gerar um arquivo texto onde os campos estejam delimitados por vírgulas: Excel, OpenOffice, Bloco de notas etc. Mas, o que é um arquivo texto delimitado por vírgulas? Basicamente é um arquivo onde cada linha representa um registro do arquivo de personalização. Um registro é o conjunto de dados que cada impresso personalizado contém. Como no nosso caso estamos fazendo um catálogo de ilustrações, então cada linha vai conter todos os dados referentes a cada ilustração (nome, descrição, nome do arquivo de imagem, preço e código). As informações estarão separadas dentro de cada linha por vírgulas. Caso seja necessário usar vírgulas dentro de um dos campos, deve-se usar o conteúdo de todo o campo entre aspas. Se não for colocado entre aspas, a vírgula dentro do campo vai fazer o InDesign considerar que ali termina o campo e pode entender toda a linha (registro) de forma errada.

Outra coisa importante é que, como as imagens serão indicadas no arquivo de texto por seus nomes de arquivo, é importante que o arquivo delimitado e as imagens estejam no mesmo diretório. Recomendamos criar um diretório com todos os arquivos necessários, por uma questão de racionalização.

Leia a matéria completa na edição impressa (Publish 101)